02 Julho 2014

Cantina LX

Foi ontem que "Os Manhosos" se deslocaram a uma zona de Lisboa, bem curiosa e fora do vulgar, a LX Factory (ali para os lados de Alcântara). O destino final era um restaurante, de seu nome Cantina LX, integrado no espaço LXF e com referências positivas. Comeu-se um arroz de polvo muito bom e um "stroganoff" razoável (não ouvi queixas). Os líquidos da casa, branco à pressão e tinto da casta periquita, acompanharam bem a comezaina.
O realizador Arteiro, não contente com o filme já aqui exposto (ver "post" anterior) resolveu documentar com detalhe este repasto e vai daí, utilizando tripé maleável da última geração tecnológica, disparou em todas as direcções. O resultado aí está. 
Anote-se a falta de um elemento "manhoso" (andará fugido à polícia?) e o pormenor da mãozinha marota do Marquês.



Nota: As imagens podem ser ampliadas se nelas "clicarem".

01 Julho 2014

07 Junho 2014

Da arte e dos manhosos

 
Muito possivelmente haverá quem pense que existe uma incompatibilidade total entre a manifestação artística e a "manhosice"... pois bem, desengane - se quem assim pensa, pois foi possível observar recentemente, num país de profundas tradições artísticas, a existência de um monumento artístico dedicado aos manhosos de todo o mundo e onde a essência do espírito dos mesmos está perfeitamente retratado, tal como se pode observar pela foto que captou o mesmo!
 

No "À parte" (cozinha com modos)

Por sugestão do Pedro TS, "Os manhosos" efectuaram na última 6ª feira o seu repasto, mais ou menos periódico, nesta casa de comidas, sita na Defensores de Chaves muito perto do CMN. O resultado, num ambiente sossegado e agradável, foi positivo.


O essencial da questão foi marcado por "Tranche de Pampo c/Risotto de Cogumelos", " Rumsteak c/ Mash de Batata e Legumes" e " Magret de Pato no forno". De realçar a apresentação das iguarias que esteve uns furos bem acima da média ... já no que respeita aos sabores diga-se que o "Rumsteak", apesar da molhenga, estava um bocado insípido e o "Pampo" mais o "Pato" corresponderam à apresentação (bem apaladados). A "pinga" da casa, sem alardes, cumpriu e as sobremesas (muito coloridas) estavam razoáveis. De realçar também a gentileza, simpatia e profissionalismo da Samya que nos dirigiu durante a refeição.
Nota final: "Os manhosos" jogaram desfalcados de dois elementos ... um pré-anunciado e outro à última hora. Espera-se que o próximo "évènement" seja mais concorrido! 

16 Maio 2014

O último almoço "manhoso" ... o filme!!!



O almoço no "Chefe Costa" mereceu honras especiais ... o cineasta Arteiro filmou o acontecimento e autorizou a publicação de um pequeno extracto antes da "première" em Cannes. Assinale-se o salto qualitativo nas actividades "manhosas"!

15 Maio 2014

"Chefe Costa"

É ali em Alcântara, junto da rotunda, na Rua do Alvito. Foi neste restaurante ("Chefe Costa") que teve lugar mais um almoço "manhoso". Tivemos uma ausência (o Marquês) ... tinha sido ele, aliás, que sugerira esta casa de comida verificando-se que depois se baldou. Baldou-se e bem pois anda em parte incerta há muito tempo, julgando-se que seguiu o conselho do nosso "amado líder" e emigrou.
O restaurante mereceu nota positiva pois apresentou uma açorda com gambas muito razoável e um arroz de polvo que não lhe ficou atrás. O tinto da casa, não sendo excepcional, deixou-se beber. De assinalar as chamuças que inauguraram o repasto e que foram consideradas acima da média ... só o Lencas papou p'raí uma dúzia.



Resta dizer que a boa disposição também esteve presente!

09 Abril 2014

Uma mini taça de grande categoria!

Esta mini taça valeu 26 milhões de euros!!!


Mas ca ganda mini taça ... nunca pensei que pudessem chegar tão alto as mini taças, mesmo as chinesas. Não acreditam? Podem seguir ESTA LIGAÇÂO para conferir a veracidade dos factos!

21 Março 2014

O "lagarto" outra vez!

Face ao êxito da última sessão na "Tasquinha do lagarto", "Os Manhosos", com o Sueco já recuperado mas com uma baixa, decidiram bisar. A ideia era avaliar o "arroz de garoupa" o que foi feito com agrado geral ... para aconchegar também se provou o "cabrito à tasquinha" que também teve aprovação.


O verde tinto de Vila Nova da Cerveira continuou a fazer o acompanhamento com muito brio! Podemos dizer, portanto, que foi mais uma sessão de sinal positivo ... agora teremos de encerrar este capítulo e procurar outras alternativas!

Nota: Para ampliar, "clicar" sobre as imagens.

13 Fevereiro 2014

Lagarto, lagarto, lagarto!!!

Foi ontem que "Os Manhosos" se deslocaram à "Tasquinha do Lagarto", na rua de Campolide ... foi a modos que a comemorar a recente vitória do Glorioso. Reza a lenda que esta tasquinha já teve o nome de "Ninho da Águia" o que, diga-se, estaria mais de acordo com a categoria dos petiscos. Comeu-se muito bem a saber: filetes de polvo com arroz do mesmo, maminha de vitela grelhada e cozido à portuguesa, tudo muito bem confeccionado e apaladado. O acompanhamento líquido foi um belíssimo vinho verde (daí o lagarto, lagarto, lagarto) mas tinto!



Resta dizer que o "verde tinto" era de Vila Nova de Cerveira e que, nesta área, o resultado final foi de três a zero, melhor do que o resultado da passada terça-feira. Decididamente a repetir, este "Lagarto"!

Nota: Para ampliar, "clicar" sobre as imagens.

23 Janeiro 2014

Protegendo-se do Sol ...


... e protestando! Contra o corte nas pensões (AR em 22Jan2014).

09 Janeiro 2014

Na Mouraria ...

A primeira "manhosice" deste ano foi em plena Mouraria, no Restaurante Santa Rita sito na rua de S. Mamede. Embora a vizinhança do Largo do Caldas não fosse uma mais valia, verificou-se uma belíssima refeição com uma relação qualidade/preço muito difícil de bater.


As "comezainas" foram variadas. Estiveram em jogo uma lulas com piripiri e camarão, um camarão com bróculos, uma feijoada de marisco e um entrecosto no tacho ... as lulas e a feijoada acabaram empatadas na frente, deixando para trás as outras alternativas. Diga-se, no entanto, que a "paparoca", nas várias vertentes, se mostrou bem confeccionada e saborosa. O tinto da casa, não sei de onde, acompanhou com segurança os sólidos já referidos. O melão e o bolo de bolacha estiveram em evidência nas sobremesas ... finalmente os cafés e os "xiripitis" (só para alguns) ajudaram a terminar o repasto que, no seu conjunto, teve nota muito positiva. A não esquecer para o futuro, talvez acompanhado de uma visita aos arredores do restaurante para explorar uma Mouraria bem típica. 

18 Dezembro 2013

Um "flop" bem gordo!

Foi, de facto, um grande "flop" esta sortida à "Tasca do Gordo" (Em Pedrouços, Rua dos Cordoeiros). Embora já conhecido e com agrado, desta vez falhamos redondamente o tiro.


Começamos por uma dobrada, considerada especialidade da casa, que estava boa ... mas depois é que foram elas. Aterraram na mesa uma espetadas, de porco e de vaca, que não deixaram saudades a ninguém de tão insípidas que estavam (a de porco ainda chegou ao medíocre menos, a de vaca teve um rotundo mau). Os "bebes" (branco verde à pressão e tinto da casa, de Mafra) foram aceites sem grandes reclamações. Na tentativa de salvar o fracasso ainda se paparam umas sobremesas, com negativo resultado. Parece que se salvou, à justa, um bolo de bolacha que calhou ao TSLencas. Vá lá que os "cafézes" e os "xiripitis" cairam na normalidade. É de espantar tal falhanço pois almoçamos debaixo do emblema do GLORIOSO (como se pode ver acima) o que se julgaria protecção bastante para fracassos desta natureza ... por estas e por outras é que os "lampeões" andam periclitantes, nem Jesus os salva!
Para surpresa geral verificou-se que, à saída da "Tasca", os semblantes dos "manhosos" até não estavam mal de todo. Foi, de certeza, da companhia porque das iguarias não foi!!!


(Para ampliar, "clicar" sobre as imagens)

29 Novembro 2013

Ontem, na Adega do Domingos

É na rua de Arroios esta adega domingueira ... onde se come bem e relativamente barato. Ontem, "Os Manhosos" menos um mais dois (o menos foi o Marquês, os "maizes" foram o Arteiro e o Perlouro, este último actuou pela primeira vez nestas andanças) lá foram, a sugestão do Vitorin, para experimentar o produto. No meio do xinfrim generalizado (o nível de barulheira abafou muita conversa) comeu-se choco frito (está a tornar-se um hábito), bochechas de bácoro (muito bem apaladadas) e codornizes fritas. Tudo acompanhado pelos muito bons vinhos da casa, brancos e tintos, que correram de feição ... e até as sobremesas foram regadas a xiripiti. A repetir a experiência! A "kodak" do Arteiro fixou o momento ... le voilà!!! 


31 Outubro 2013

Margem Sul

Hoje, a cambada "manhosa" deslocou-se à margem sul (do Tejo, para não haver confusões). A ida foi a Brejos de Azeitão e o restaurante, um pouco paradoxalmente, chamava-se de "Nortenha (Solar das Francesinhas)". Para manter o equilíbrio geográfico comeram-se petiscos lá de cima (feijoada à transmontana) e de mais abaixo (choco frito) ... as francesinhas ficaram para uma próxima oportunidade. Bebeu-se um tinto "Comporta" que concordou muito bem com a feijoada. Devo dizer que gostei mais do norte do que do sul ... mas isto sou eu a falar. Resta dizer que fomos muito bem acompanhados pelo Zé Viegas e que foi um prazer rever este nosso camarada.


04 Outubro 2013

Barcabela

Hoje era dia de "Dois à esquina" mas fomos lá e estava fechadíssimo ... tivemos que improvisar e saiu na rifa, pela primeira vez aos "Manhosos", a Cervejaria "Barcabela", ali muito perto do Martim Moniz.


A comezaina começou com um saboroso arroz de amêijoas e gambas e terminou com um coelho frito que também estava bem apaladado. O líquido acompanhante foi um Douro tinto, de seu nome "Assobio", que se bebeu com agrado geral. O Marquês baldou-se, dizendo que tinha outros "comprimidos" (vá-se lá saber quais ... enfim, "c'est la vie"!). Pode-se considerar este improviso como aceitável, ficando na lista de eventuais alternativas futuras.

27 Setembro 2013

No Museu de Marinha


Alguns Manhosos OCeânicos durante o Lançamento do Livro dos 50 anos ... tiveram algumas dificuldades em abandonar o museu pois o pessoal visitante pensava que já eram peças do mesmo.

26 Setembro 2013

Manhosos em luta!

Na Manif de 25Set, contra o corte nas pensões.


07 Agosto 2013

Um "buffet" chinês

Foi ontem que "os Manhosos" se aventuraram numa sortida asiática. O acontecimento teve lugar num restaurante situado em Arroios, na Avenida Almirante Reis. Apresentou, o dito, um razoável "buffet" com as habituais iguarias chinesas. Duas coisas a realçar ... primeiramente um xiripiti (aguardente de rosas) que embora um pouco adocicado escorregou bem e depois a grande simpatia do pessoal do restaurante, nomeadamente da Wang que foi uma exemplar guia pelas funcionalidades gastronómicas do estabelecimento.

  

25 Julho 2013

O "Solar Minhoto"

Alertados por uma dica, observada no Facebook, tecendo largos elogios a este espaço os "Manhosos"  (mais um, o Arteiro) resolveram ir testar a bondade da mesma. E não ficaram defraudados.


Entrou a debate, primeiramente, um caril de gambas que foi devidamente apreciado. Seguiu-se uma belíssima feijoada de chocos e, por último, ainda houve espaço para alguns saborearem um pernil de porco assado no forno que, consta, estava muito bom. Refira-se o "branco à pressão" muito fresquinho que acompanhou os sólidos galhardamente. Seguiram-se, antes dos cafés e xiripitis, um folhado com doce de ovos e melão muito razoável. Para mim, no meio disto tudo, destaco o caril de gambas que levou, com inteiro merecimento, uma medalha de ouro.
O "Solar Minhoto" não envergonhou ninguém e perfila-se para uma segunda visita em próximas sortidas "manhosas".

20 Junho 2013

Alcântara 50

Após uma série de tentativas falhadas, hoje (finalmente) deu-se com o "Alcântara 50" e lá fomos. Ementa um pouco "salgada" para "os manhosos" que levavam um pendura, o ARC, que tomou o lugar do Marquês (desaparecido em parte incerta).


A alegria era grande, como se pode ver pela imagem ... até os cozinheiros lá ao fundo estavam bem contentes. Face às condicionantes económicas actuais foi tudo corrido a "perna de frango no forno (com laranja e mel)", tendo o ARC destoado do conjunto e armazenado um "prego à madeirense em bolo de caco". Como é tradição a pingoleta aliviou os sólidos e sob a escolha sabedora do AVD ingeriu-se com satisfação um senhor Douro, de seu nome "Vila Régia", de 2011. A medalha de ouro ficou para o fim e foi atribuída às sobremesas: um "cheesecake" (em copo!) de morango e "natas com frutos vermelhos" que estavam, ambas, de grande categoria. 


Podem ver-se, acima, algumas indiscrições sequenciais ao repasto como sejam os quatro "anciãos" tomando sol, num banquinho, à alentejana, as simpáticas donas(?) do restaurante que também contribuiram para a alegria geral, o AVD explicando como resolver a actual situação político/económico/financeira e um senhor calvo que foi encontrado à porta com ar seráfico e já em estado de hibernação.  

29 Maio 2013

A "Tasca da Armada"

Sem "blague", é mesmo o nome do restaurante. Hoje, impedidos de encontrar o destino inicial sugerido pelo Marquês (apesar de várias tentativas) fomos obrigados a uma solução de recurso, a "Tasca da Armada", em Alcântara.


Reduzidos a quatro elementos, os "Manhosos" iniciaram as operações com um queijinho seco e um tinto alentejano, de Estremoz (parece que à entrada, vindo de onde não sei), que dá pelo nome de "Monte das Servas" (com aprovação geral menos de um que o julgou um pouco agressivo de mais) e que acompanhou calmamente toda a refeição.
Seguiram-se uns chocos com tinta (chocos, não eram choquinhos), um peito de pato com laranja e uns secretos de porco bísaro (*) que cumpriram a sua missão sem grandes alardes. O repasto caminhou para os finalmente através de um magnífico melão que arrebatou, claramente, uma medalha de prata/bronze e os habituais cafés/xiripitis que não levaram palmas.
Os quatro desta ocasião foram registados:


De assinalar que o nórdico já se aventurou para território um pouco afastado do seu "igloo", o que se pode considerar positivo.

(*) "Bísaro" é o nome que se dá no norte e centro do país ao porco esgalgado pernalto e de orelhas pendentes para distinguir do porco roliço e pernicurto do Alentejo. 

08 Maio 2013

O Carvoeiro de Palma

Foi ali, em Palma de Cima, que decorreu o último almoço "manhoso" (07Mai2013). As imagens foram obtidas pelo Marquês, que se recusou, terminantemente, a figurar nos bonecos:



O petisco foi basto variado, a começar pela "morcela c/laranja" (óptima). Depois veio para o tablado um "pernil de porco" muitíssimo bem preparado, no ponto exacto, que arrancou aplausos e uma medalha de ouro ... seguiu-se, a modos que despedida, uma série de duas "gaitadas" (pianos), também de bácoro, que marcharam já em desespero de causa (o "manhoso" Pedro, com o seu tradicional fastio, foi o cliente primeiro nesta demanda).  A registar ainda um belo tinto "Eugénio de Almeida" que acompanhou, galhardamente, todo o repasto. E foi assim ... "O Carvoeiro de Palma" marcou pontos e ficou nas calhas para uma próxima oportunidade!

08 Março 2013

Mais "Albano"

O Sueco, após mais uma sessão de manutenção, resolveu dar o peito às balas e lá fomos outra vez ao "Albano" ... está perto e a primeira vez não correu mal. Desta vez só houve uma novidade, o sável com açorda de ovas e a experiência teve um resultado muito negativo ou não tivesse sido o Mr Milk o autor da triste ideia. O resto esteve bem ... as pataniscas e os lombinhos de porco. A "Passa" também se bebeu com agrado. Vamos ver se a condição do convalescente permitirá, da próxima vez, uma aventura mais ousada ...assim seja, era bom sinal!



03 Março 2013

Mensagem subtil ...

Foi durante a manifestação de 02 de Março, em Lisboa e em plena Avenida da Liberdade ... e eu acrescento: e, por favor, deixem-se ficar por lá!!!


22 Fevereiro 2013

O "Albano"

Depois do regresso do "nórdico" esta foi a primeira sessão "manhosa" ... o restaurante escolhido foi o Albano ali para os lados das Laranjeiras. Infelizmente não há imagens do dito estabelecimento mas refere-se que as pataniscas estavam muito bem artilhadas assim como os secretos de porco preto "au madère". O líquido acompanhante dava pelo nome de "Passa" e foi ingerido com geral agrado. O facto de não haver imagens do "Albano" não impediu que fossem tomadas algumas vistas dos comensais (após almoço).


(Para ampliar, "clicar" nas imagens)

05 Fevereiro 2013

O regresso

(Para ampliar, "clicar" nas imagens)

Depois de mais de um mês afastado das actividades "manhosas", o Sueco teve ordem para regressar a casa e começar um período de repouso. Foi ontem que os "manhosos", desfalcados de um elemento que está a banhos no Algarve mas reforçados com um trio de peso (quarteto se contarmos com a Twiggy), resolveram  ir verificar  o estado das coisas ... como se pode ver está tudo nos conformes e a rotina parece ter sido retomada (xiripitis não faltaram).

07 Dezembro 2012

Restaurante Braga no Monte Estoril


Hoje, foi uma estreia para os "manhosos" ... a parte gastronómica foi razoável (amêijoas à espanhola, uma espetada saloia e um melão de sobremesa que se comeu muito bem). A oportunidade não foi feliz para alguns manhosos que meteram baixa, baixa essa que se espera ser rapidamente superada. O Braga fica à espera de nova oportunidade e dessa próxima vez com uma equipa manhosa mais completa. Assim seja!!!

20 Novembro 2012

Os Courenses


Foi hoje que "Os Manhosos", desta vez reforçados com um velho amigo, o Luís Arteiro, escolheram "Os Courenses" para mais uma sessão almoçaral. O restaurante tem a sua base ali no bairro de Alvalade, mesmo em frente do mercado.
O repasto começou com um choco frito acompanhado de arroz de lingueirão que não estava nada mau ... seguiram-se umas "buchechas" de porco assadas no forno que se fizeram acompanhar de legumes e batatas fritas às rodelas (tudo bem preparado e melhor apessoado). Os sólidos foram acompanhados por um Douro tinto de seu nome "Fartote" e, já nos finalmente ( melão e um quejinho seco), por um Paulo Laureano Clássico ... ambos a mereceram nota positiva.
Bom almoço, preço razoável (com a "troika" ao ataque este é um critério a ter em conta) e óptima companhia ... a repetir! 

07 Novembro 2012

O "Cid"


Embora sem imagens aqui fica o registo de mais um almoço "manhoso" ... foi, ontem, no "CID", ali para os lados do mercado da Ribeira. Nada a assinalar excepto que a relação qualidade/preço não nos foi muito favorável. Tirando o ensopado de borrego, os torresmos e a pingoleta da casa pouco mais há digno de nota ... ah, já me esquecia, a frequência do estabelecimento encheu as medidas aos manhosos presentes (os cinco). Uma agradável surpresa!!!

18 Outubro 2012

Clássico e conservador





Clássico e conservador é o que se pode dizer do "Bacalhoeiro" que hoje foi, mais uma vez, o palco de um almocinho "manhoso". O dito iniciou-se com os já tradicionais pastelinhos de bacalhau (quentinhos e estaladiços como manda a lei) ... seguiram-se uns carapauzinhos fritos e uma pataniscas (muito gordinhas e inchadas, a não repetir) acompanhadas de arroz de tomate (os primeiros) e arroz de feijão (as segundas). Para terminar apresentou-se na mesa um borrego assado com batatas coradas. Toda esta comezaina foi regada com tinto da casa (razoável). Depois de umas sobremesas para esquecer tivemos uns cafés e "jiripitis". Enfim, em tempos de crise gaspariana esperemos que não haja cortes profundos nas atividades "manhosas".