03 novembro 2016

Quitanda

Com duas ausências anunciadas e mais duas de última hora realizou-se, hoje, o aprazado almoço manhoso na Quitanda, ali a Paço d'Arcos em frente à Escola Naútica. Foram apenas 3 resistentes que, quais gatos-pingados, refeiçoaram o seguinte: pescadinhas e petingas fritas com açorda e sargo grelhado. Bebeu-se um verde branco da casa que não estava mau. Houve um dos resistentes que não dispensou o xiripiti final ... os outros apenas o cheiraram (adivinhem quem foi quem).


30 setembro 2016

O antes e o depois (da "rentrée")

De notar que a patuscada de ontem foi precedida por uma visita turística às Salinas Naturais de Rio Maior, no final da qual se tomou uma ginjinha para abrir o apetite.

(Para ampliar, "clicar" nas imagens)

O "depois" foi no palácio de Verão do manhoso Vitorin, em Arrouquelas, onde a manhosa Bernardete tinha preparado uma magnífica torta para acompanhar os cafés e os variados xiripitis.


A verdadeira "rentrée" no Agulha

Foi ontem que, finalmente, se efectuou a "rentrée" manhosa ... foi no Agulha, um restaurante em Freiria que serviu de palco ao grande acontecimento (verdade se diga que foi sugestão do manhoso Vitorin). Foi também ocasião para apresentar uma nova aquisição, o Zé Henriques.

(Para ampliar, "clicar" nas imagens)

Tal como acima indicados e devidamente registados foram consumidos vários comestíveis a começar com umas belíssimas azeitonas e um creme amanteigado com picles. Seguiram-se umas entraditas, a saber: farinheira com mel e cogumelos salteados. Quanto a mim este foi um ponto alto do repasto, com especial menção para a farinheira (medalha de ouro). Os entretantos consistiram em lulinhas fritas (muito saborosas e bem apaladadas, embora pudessem estar mais macias), em picanha tropical e lagartinhos ( não desmereceram). Os finalmentes estiveram a cargo de um bom gelado de natas, regado com frutos vermelhos ou manga ... o único "lagarto" presente, por acaso a mais recente aquisição manhosa, teve direito a um kiwi. Toda esta comezaina foi acompanhada por uma pomada da casa, com origem na Lapa. 


A equipa do Agulha, um trio de alta categoria:


Para terminar, todo o pessoal envolvido nesta actividade foi devidamente fotografado pelo repórter de serviço, o manhoso Arteiro.



02 setembro 2016

Cantinho do Mercado

Foi ontem, ali para os lados do Lumiar que aconteceu mais um almoço manhoso, digamos que foi uma "mini-rentrée" (face às faltas registadas) no Cantinho do Mercado.


Comeu-se um belíssimo arroz de peixe (sem dúvida uma medalha do ouro), solto e muito bem apaladado, seguido de uns pézinhos de coentrada mas sem coentrada e, para finalizar, umas iscas de cebolada que ficaram na cauda do pelotão. O tinto cartaxão, bem carregado, que acompanhou os "comeres" foi apreciado como aceitável mais. O resto não teve história a não ser um xiripiti final, branquinho, que selou a reunião manhosa.

30 junho 2016

"O Passaporte" em Montelavar

Montelavar fica ali ao pé de Sintra, um pouco a norte, e é vila desde Junho de 2009. Sob a batuta do "manhoso" Arteiro ali fomos dirigidos para engurgitar um pato com laranja.



Pois digo-vos que saiu muito boa a encomenda ... papou-se um magnífico exemplo da iguaria acima mencionada (e retratada), acompanhado de umas batatinhas absolutamente divinais e de um arroz que não ficava a dever nada a ninguém. O líquido acompanhante, um Borba tinto, escorregou muito bem. De assinalar também que as cerejas quase finais foram das melhores que encontrei este ano que está a ser tão ingrato para elas. A terminar, e a acompanhar os cafés, um "xiripiti" amarelinho  (e caseiro) de altíssima categoria. Enfim, mais uma gloriosa jornada "manhosa" que não teve a presença do "manhoso" Pedro TS, o qual parece estava ocupado em actividade inadiável e relativa a negociações diplomáticas com elementos do sexo oposto (esperemos que nesta área tudo esteja a correr bem e com qualidade similar à da nossa refeição).

Nota: As imagens são da autoria do "manhoso" Arteiro.

13 maio 2016

PREGOEIRO DE CARNIDE




Relatório:
"Repasto sem a totalidade do brilho, por duas ausências de peso comunicadas à chegada.
Justificação: caruncho ao ataque, porém, sem grandes motivos para alarme. Rápida recuperação aos ausentes.
Reuniram-se os presentes no Pregoeiro de Carnide.
Restaurante simpático e de ambiente familiar.
Como entrada comeram-se umas chamuças e queijos frescos.
O prato de peixe foi um bacalhau bem assado de boa lasca, acompanhado de batatas a murro e grelos cozidos.
O prato de carne foi entrecosto de novilho estufado e passado pelo forno, muito bem temperado e saboroso e acompanhado por arroz e batatas fritas.
O néctar que fez parte da refeição foi um tinto EA de bom paladar. Não houve “giripitis” dada a ausência dos viciados.
Talvez mereça a pena repetir. 
Para todos um abraço 

Arteiro"

20 abril 2016

No Toledo

Fica no Lumiar e foi uma estreia para os "manhosos". Ei-los lá dentro:


E depois do almoçarão:


O repasto consistiu de um "arroz de garoupa" e de "secretos de porco preto" acompanhados de um magnífico "esparregado". Foi tudo consumido com muito agrado, juntamente com um tinto "EA" que ajudou muito bem à festa. De assinalar o regresso do "manhoso" Mr. Milk que se portou razoavelmente.
Segue-se uma colectânea de imagens que descrevem o acontecimento:

(As imagens podem ser ampliadas se "clicarem" sobre elas.)

Para quem ainda ficou com dúvidas aqui vai uma curta metragem da autoria do já famoso realizador Arteiro ... apenas de lamentar a duração do filme que não dá grande oportunidade aos actores de mostrar os seus talentos e dotes cinematográficos:

07 abril 2016

A Adega das Gravatas


Difícil de encontrar esta Adega ... fica ali para os lados de Carnide, perto do Largo do Campo da Bola. Já tinhamos falhado a cerimónia de posse do PR (coincidente com o último almoço manhoso) e agora também não pudemos comparecer ao primeiro Conselho de Estado, ainda por cima com a presença do homem do BCE (tinhamos umas coisinhas para lhe dizer relacionadas com as massas com que já entrámos para o BPN, BPP, BES e BANIF). Preferimos discutir com um "Arroz de garoupa com gambas" que esteve a bom nível, acompanhado por um leve branquinho e bem frio que satisfez plenamente. Resta assinalar a falha de fogo do "manhoso" Vitorin que se baldou (talvez  tenha ido ao Conselho de Estado, quem sabe?).

09 março 2016

A Valenciana ... olé!!!


Mais uma jornada "manhosa" teve lugar no dia de hoje, o que impediu que estes senhores estivessem presentes em S. Bento abrilhantando a tomada de posse. Nesta primeira visita à Valenciana degustou-se um arroz de línguas de bacalhau que não estava nada mau, seguido de uns rins de porco grelhados que fizeram o seu papel sem grande protagonismo. A comezaina foi acompanhada de um tinto de Pegões que escorregou razoavelmente. Jornada positiva, na sua globalidade, sendo de destacar a boa relação "qualidade/preço". 

10 fevereiro 2016

Revisitando "O Zé do Cozido"


Foi hoje que, agradados com a comezaina do início de Dezembro nesta casa, os "manhosos", já integrando o ainda trôpego TS Lencas, resolveram revisitar este "Zé". Verificou-se que o presunto  e o queijo iniciais mantinham o nível já conhecido (muito bons, embora o queijo estivesse um pouco frio). Seguiu-se feijoada de chocos e pernil assado, que se safaram bem, tendo o Dão Tazem que acompanhou a refeição obtido alta classificação. De notar que este néctar era desconhecido do pessoal "manhoso".


Os finalmente, uma girândola de docinhos preparados pela casa, também receberam nota elevada. À falta de imagens dos doces mostra-se aqui a feijoada e os restinhos do pernil. Parece que esta não foi a última visita ao "Zé"!

19 janeiro 2016

O Cantinho de Algés

Foi hoje, na (ou no?) Algés profunda, neste cantinho, que recomeçaram os almoços "manhosos". Tivemos apenas três comensais já que o PL está no estaleiro e o VD, coitado, anda assoberbado de trabalho ... mas, para compensar, o cardápio foi de luxo. 
Ora vejamos: lebre com feijoca a abrir, seguida de perdiz estufada à serra morena. O liquido acompanhante era tinto e de Pias e escorregou muito bem.


Após o repasto, e para ajudar á digestão, fomos controlar o Lencas e certificar que está mesmo em reparação ... le voilá:


E lá estava o paciente, já com boa disposição, com o pernil devidamente acondicionado e em evidente recuperação ... esperemos que as melhoras continuem a bom ritmo até à vitória final!

12 janeiro 2016

O joelho


Face a problemas de artrose no joelho, o PL teve que ir à faca e está no estaleiro ... esperemos que recupere rapidamente e em força para que se possam retomar, com a brevidade possível, as actividades "manhosas".

23 dezembro 2015

Tempo de Natal


Para todos os "Manhosos" e famílias, que este tempo seja vivido calmamente, em paz e com a boa disposição possível. Abraços natalícios!!!

05 dezembro 2015

O Zé do Cozido


Lá vamos encontrar este "Zé" escondido numa ruela menor, sita nas traseiras da Fonte Luminosa, a da Alameda D. Afonso Henriques. Pelo aspecto ninguém dá dois tostões por ele. Ontem, fomos dirigidos para este "comedouro" pela argúcia e experiência do manhoso Vitorin e o resultado desta visita foi uma surpresa bem agradável.


Os manhosos presentes iniciaram as hostilidades com um presunto de altíssima categoria (arraçado de espanhol?) e uma "bôla" de carne ... "ambas as duas" entradas foram desde logo muito bem acompanhadas por um jovem e excelente tinto alentejano que não nos largou durante toda a refeição, de seu nome Joaquim Costa VARGAS.


Comeu-se depois um borrego assado (muito bom) acompanhado por um arroz de miúdos ao qual eu decidi entregar a medalha de ouro tal a sua classe. Os doces finais, pastelaria variada, bem preparados terminaram o repasto em beleza com um café final abrilhantado a "xiripiti" da casa.
 Foi uma magnífica refeição num restaurante que, estou certo, os manhosos não esquecerão e que é um forte candidato a um grande BIS!!! Esperemos que se saia bem do famoso teste "a segunda vez". Assim seja!

PS: Esqueci-me de dizer que as imagens foram muito bem captadas, e com a habitual maestria, pelo manhoso Arteiro. Com excepção daquela onde ele está presente e que foi obtida com a colaboração do Sr. Domingos, o mestre sala (até nisto o restaurante se safou). 

11 novembro 2015

Dom Feijão

Hoje também houve um almoço "manhoso" ... foi o primeiro sem o "Sueco", que foi lembrado com saudade.


Depois de uns carapauzitos bem fritinhos comeu-se um cozido à portuguesa, uns panadinhos de porco acompanhados de esparguete e uma iscas à maneira ... tudo regado com "tintol" da casa, um sofrível Monte Velho. Deu-se por fim ao repasto com leite creme e maçã e marmelo assados.
A refeição, que não foi de grande alegria, pode considerar-se como muito razoável. O Dom Feijão talvez mereça uma visita suplementar ... a ver vamos!

Nota: Para ampliar as boas imagens do Arteiro só falta "clicar" sobre elas.

Um adeus ao "Sueco"



"Os Manhosos" estão de luto ... o "Sueco", o Fernando Sanches Oliveira, deixou-nos. Foi há quase um mês, na passada terça-feira, 20 de Outubro ... mas só hoje me sinto em condições de lhe prestar, aqui, uma pequena homenagem no que, estou certo, serei acompanhado por todos "Os Manhosos". Ele foi um dos nossos desde a primeira hora (aliás foi a Adelaide, a sua mulher, que nos baptizou), sempre janota e perfumado como gostava de estar, sempre camarada e bom companheiro de aventuras e patuscadas "manhosas". A nossa "sociedade" já vinha de 1962, desde os bancos da Escola Naval onde nos habituámos a vê-lo como um atleta exímio, um andebolista de primeira classe que, infelizmente, relativamente cedo começou a ser perseguido pela doença. Na Marinha teve uma carreira magnífica e diversificada, com pontos bem altos de verdadeiro heroísmo (foi-lhe concedida uma Cruz de Guerra de 1ªclasse por acções em combate na Guiné). Os últimos tempos não foram fáceis para o "Sueco" que finalmente cedeu. Que descanse em paz! Até sempre "Sueco"!

A hora da partida soa quando 
Escurece o jardim e o vento passa, 
Estala o chão e as portas batem, quando 
A noite cada nó em si deslaça. 

A hora da partida soa quando 
as árvores parecem inspiradas 
Como se tudo nelas germinasse. 
Soa quando no fundo dos espelhos 
Me é estranha e longínqua a minha face 

E de mim se desprende a minha vida.

   Sophia de Mello Breyner Andresen



Em cima, à esquerda, o "Sueco" na Guiné em 1969; depois, na "Sagres em 71 (com dois "manhosos", o Leite e o Sá). Segue-se um dos nossos primeiros almoços, na Aldeia do Meco em 2004.
Em baixo imagens mais recentes, sendo a da direita o último almoço em que ele compareceu (Monte da Caparica, Junho de 2015).

Nota: Para ampliar, "clicar" nas imagens.

04 setembro 2015

Pescaria ... e da grossa!!!

Então não querem lá ver o que aconteceu ao Mestre do "Meia-Praia" quando se preparava para recolher um cabo que se tinha soltado ... tal foi a surpresa que, julgo, ainda não está refeito (continua de baixa e com febre alta). Deve ter guardado o resultado da pescaria na cabine de vante e nunca mais deixou o pessoal aproximar-se da barcoita.


19 junho 2015

O Grill Klube (Monte da Caparica) visto pelo Arteiro

A saída de ontem também foi documentada pelo "manhoso" artista realizador Arteiro. Realce especial para a estrela do dia, o "calduço" de carapaus. Para ampliar as imagens, basta "clicar" sobre elas.


De notar que o PL continua cochilando (tal foi a besana!!!)

Segue-se um fugaz momento do repasto, captado pelo mestre realizador ... era só para ver se a aparelhagem estava a funcionar.


Agora sim, vem aí o filme, desta vez mais uma obra-prima que corre o risco de ser premiada em Hollywood com uma chuva de Óscares. Depois não digam que eu não avisei!

No Monte da Caparica

Ontem, os "Manhosos", desfalcados de um elemento, foram até à margem sul e poisaram nas margens do campo de jogos (futebol, é claro) Monte da Caparica ... o destino era um restaurante que dá pelo nome de Grill Klube. Estava já reservado um almoço especial, um "calduço" de carapaus. O pitéu não desiludiu, foi uma festança e peras, acompanhado por uma pomada branquinha e à pressão que, face à caloraça que se fazia sentir, escorregou muitissimo bem.


O PL, talvez cansado de repetir que o Sueco não saia de casa pelos carapaus (por isso comeu chocos com tinta), foi passando pelas brasas, porventura as mesmas que os carapaus assados que vimos passar  (e com muito bom aspecto) experimentaram. Ficam para a próxima!!!

08 maio 2015

Excursão (07Mai) a Alcaraviça (Borba) - Espalha Brasas

Embora inicialmente programada para a Tasca dos Coelhos, esta excursão "manhosa", após consultas com o assessor local/residente (JGV), alterou o seu destino e dirigiu-se a um outro estabelecimento, também em Alcaraviça, o Espalha Brasas.
Fomos "agredidos", para começar, com uma omoleta de espargos bravos e ovos mexidos c/cogumelos, sendo complementadas estas duas iguarias com uma "burras" (bochechas de porco) de primeira categoria. Note-se que foi tudo regado com B da Adega de Borba (branco e tinto) que deslizou às mil maravilhas (uma referência especial para o branco fresquinho que se revelou um verdadeiro achado). Os pratos principais vieram a seguir: coelho no barro, galinha tostada e tirinhas de entrecosto. Os xiripitis da casa cairam muito bem e as broas de fruta, para mim, tiveram a medalha de ouro. Ao mesmo nível estiveram a omoleta de espargos bravos e os ovos mexidos com cogumelos. Enfim, uma magnífica jornada "manhosa" que também serviu para recordar muitas "estórias" protagonizadas pelo JGV, o nosso assessor correspondente residente em Borba, que presenteou os excursionistas com uma garrafinhas de Montes Claros (Reserva Tinto de 2012) da Adega Cooperativa de Borba ... muito obrigado ao Joachim.
O registo imagético da excursão esteve a cargo dos Luíses (Art. e SN) e o resultado aí está ... com música e tudo!!!

21 abril 2015

O explorador/batedor Arteiro e a Tasca dos Coelhos


Foi o "manhoso" Arteiro enviado para obter dados e outras informações sobre uma tal tasca para os lados do Alentejo ... pelas bandas de Borba. Encontrou qualquer coisa em Alcaraviça, Monte do Forte.


Indicações muito positivas ... o Coelho no Barro e o Lagarto na Brasa foram muito apreciados. "O bagaço final, servido diretamente do alambique, era um espanto."
Impõe-se uma exploração "manhosa" mais abrangente!

16 abril 2015

Almoço "manhoso" no Pitéu da Graça (visto pelo Arteiro)

Hoje, no Pitéu


Relatório:
a) Entradas: pão, azeitonas e pratinho de queijos com marmelada a acompanhar. Bom.
b) Prato de peixe: filetes de cherne (bem enxutos) acompanhados de arroz de pimentos e salada. Muito Bom.
c) Prato de carne: churrasco de carnes à Pitéu acompanhado de arroz branco e batatas fritas. Bom.
d) Sobremesa: saboreou-se uma mousse de chocolate (para um) e cafés.
e) Nos "finalmente": a manifestação geral colhida foi de agrado com a intenção de revisitar o local.

14 março 2015

O cozido (de ontem) visto pelo Arteiro

Ora aqui está a visão visual da vista do Arteiro ... como ele aplicou os dotes de fotógrafo (com maquinaria e ferramentas auxiliares) ao cozido de "chez Sueco". De notar que as condições de luminosidade da câmara escura onde se desenrolou o evento não eram muito favoráveis à execução fotográfica.



Cozido à Portuguesa "chez Sueco"

Foi ontem, em plena sexta-feira 13, que "Os Manhosos" finalmente completos e reforçados pelo ARC (um excepcional e estimulante contador de "estórias") se reuniram no ambiente museológico de "chez Sueco" para se banquetearem com um magnífico Cozido à Portuguesa. 


À responsável primeira do petisco, a Adelaide, os nossos agradecimentos.

Nota: Para ampliar as imagens, "clicar" sobre elas.

03 fevereiro 2015

Em Benfica, no Edmundo!

Por sugestão do Arteiro, "Os Manhosos" deslocaram-se ao Edmundo para mais um almoço de confraternização. Mastigou-se um Cozido à Portuguesa e uma Açorda de Gambas que não suscitaram queixas de maior. Veio também ao "tablado" um Arroz de Peixe com Gambas que se mostrou saboroso (o arroz) ... demos foi pela falta do peixe e das gambas (pelo preço merecia mais). O líquido acompanhante era da Fundação Eugénio de Almeida e foi consumido com prazer. A maçã assada dos finalmente estava muito boa.
Resta dizer que ainda não foi desta que "Os Manhosos" estiveram completos ... desta vez meteu baixa o Pedro TS que ficou em casa a gerir uma gripezita. O pessoal da foto que segue (gentilmente cedida pelo Arteiro) deseja-lhe rápidas melhoras.


13 janeiro 2015

Adega do Monte


Foi aqui, em pleno Monte Estoril, que os "manhosos" iniciaram a saga gastronómica neste ano da graça de 2015. Fraca comparência ... apenas três assinantes se mostraram. Vários contratempos, alguns bem aborrecidos, impediram uma maior afluência. Esperemos que as várias delicadas situações sejam rapidamente superadas.
A petisqueira constou de pataniscas com arroz de feijão, feijoada à transmontana e iscas (estas últimas conquistaram uma medalha de ouro). O acompanhante briol foi um tinto da casa que cumpriu.
Como estávamos perto de "chez-moi" resolvemos tomar um café (e o respectivo xiripiti), acompanhado de "brownies" americanos, "à la maison" tendo registado o momento em modo automático.


E foi assim o "envergonhado" primeiro almoço  de 2015 ... esperemos que o próximo tenha mais "manhosos" a alegrar o ambiente!

24 dezembro 2014

NATAL 2014

Prós "manhosos" e famelgas!


12 dezembro 2014

Finalmente "O Chefe Costa" (outra vez!)

Depois de muita insistência e persuasão, "Os manhosos" lá voltaram a este restaurante (O Retiro do Chefe Costa), ali em Alcântara, junto à rotunda.
Comeu-se uma "Sopa rica de peixe" muito interessante e "Rojões à Minhota" que também não estavam maus. Para finalizar ainda se aconchegou uma "Açorda de Gambas", considerada razoável. Toda esta comezaina foi acompanhada por um tinto verde, lá do norte, que se deixou beber sem reclamações.
Seguem-se as imagens da sopa e dos rojões ... a açorda recusou-se terminantemente a ser fotografada.


Apenas compareceram quatro "manhosos" a esta sessão gastronómica. 


As imagens dos presentes não estão famosas, mas foi o que se pode arranjar face à falha do fotógrafo profissional que se encarrega, normalmente, destas reportagens. Espera-se, e deseja-se, que os motivos que levaram às ausências estejam amplamente superados.

Nota: Para ampliar as imagens basta "clicar" sobre elas.

29 novembro 2014

O "Trempe" visto pelo Arteiro

O Arteiro, "manhoso", também realizou uma magnífica reportagem sobre o repasto de ontem onde se pode ver a estrela do dia, o Cozido de Grão, acompanhada de "manhosos" quanto baste!






De notar nesta última imagem a intromissão de uma "emplastra" (estes intrusos já começam a perseguir os "manhosos" e as suas sessões gastronómicas).